passeei de carro com uma moça francesa hoje. lembrei do filme de agnes varda: les gleunesses, que se traduz por as respigadeiras, um quadro de um cara que eu sempre esqueço o nome. no quadro, mulheres catam do chão os restos da colheita que segue adiante. na frança é permitido por lei entrar em propriedade privada e recolher do chão exclusivamente o que for deixado para trás por aqueles que fazem a colheita para o dono da terra, ou algo assim. o filme de varda fala das pessoas que vivem assim, sem desembolsar dinheiro para comer. fala daqueles que encontram no lixo tudo que precisam, ou quase tudo. um advogada, lá pelas tantas, descreve o que é pegar uma geladeira na rua: é uma aquisição especial, porque o produto pertence a ninguém (dai o subtítulo desse blog). um conceito interessante. o lixo na frança não pertence ao estado. em outros países pertence, é uma maneira de tornar legal a disposição que o estado der para o lixo. aqueles que pegam lixo no japão se arriscam com a polícia. e assim vamos. mas o filme é imperdível, e inesquecível para mim. de lá para cá tenho incluído o filme em todas a bibliografias de todos os trabalhos que faço por ter essa certeza de que tudo mudou depois dele.

em lyon um figura muito gente boa explica para agnes que a prefeitura publica pequenas cartilhas que explicam para eles e outros como ele, onde ir para encontrar o lixo mais interessante. agnes corrige o moço: a prefeitura de lyon explica aos moradores onde ir para deixar o lixo! é tudo uma questão de perspectiva.

o mundo é muito rico. as pessoas não são tão brilhantes assim. o lixo, por sua vez, acaba sempre bem recheado. boa noite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s