O que é fotografia?

Comecei a escrever mais uma coluna e senti falta de uma ajuda em
algumas questões, enviei o texto a um amigo, o fotógrafo e professor
Luish Coelho, em busca de uma discussão. O que se segue é nossa
correspondência:

Isso seria uma coluna para o Fotosite – pretencioso?
O que é fotografia?

Estava preparando uma aula e sai a cata de textos para mostrar aos
alunos, coisas aparentemente simples como os conceitos de fotografia,
jornalismo e fotojornalismo que provocassem discussão em sala. A
Wikipedia é sempre razoável para grandes temas, que acabam sendo
editados e reeditados várias vezes, já com fotojornalismo, por
exemplo, ainda é confusa. Alguém blogou o conceito de Jorge Pedro de
Souza para fotojornalismo e isso salvou o dia, ele é português e
escreveu “Uma História Crítica do Fotojornalismo Ocidental”. O Masao o
citou em uma de suas colunas mais antigas, sobre ética no jornalismo.
De qualquer maneira fiquei insatisfeito com o conceito que eu
encontrei buscando “O que é fotografia”, talvez por ter encontrado um
tão bom para fotojornalismo. Muita etimologia, pouca ontologia na
Wikipedia. Acho o conceito bastante para disparar uma discussão, mas
será bastante para descrever a Fotografia numa enciclopédia?

O conceito apresentado pela Wikipedia para fotografia no dia 31 de
janeiro de 2008 era o seguinte:
“Fotografia é uma técnica de gravação por meios mecânicos e químicos
ou digitais, de uma imagem numa camada de material sensível à
exposição luminosa, designada como o seu suporte.
A palavra deriva das palavras gregas φως [fós] (“luz”), e γραφις
[grafis] (“estilo”, “pincel”) ou γραφη grafê, significando “desenhar
com luz” ou “representação por meio de linhas”, “desenhar”.”

Já imagino Flusser discordando, que dirá o pessoal do MRFR19 ou do
FVD. Vilém Flusser escreveu “A Filosofia da Caixa Preta – Ensaios para
uma futura filosofia da fotografia”. Começa que o conceito proposto
pela Wikipedia explica mais como fazer e fala pouco do resultado, das
tais fotografias. Cismei que na própria etimologia apresentada há a
idéia de representação, mas no conceito da Wikipedia a tal
representação talvez exista implícita dentro da palavra imagem, mas
não está explícita.

Busquei ajuda nos conceitos presentes nesse livro do Flusser. O
primeiro capítulo começa com a seguinte frase: “Imagens são
superfícies que pretendem representar algo”. Sucinto, simples,
abrangente. O segundo capítulo, assim: “A imagem técnica é a imagem
produzida por aparelho”. O terceiro capítulo trata de explicar como é
o tal aparelho fotográfico, que é algo mais abrangente do que câmara
fotográfica. Existem outros aparelhos, como vídeo ou web.

Bolar um conceito básico de fotografia fica fácil partindo desses
textos: Fotografia é um tipo de imagem técnica. Continua abrangente e
para que se torne mais simples talvez pudéssemos adicionar a ele duas
explicações internas: Fotografia é um tipo de superfície, que pretende
representar algo, produzida por aparelho.

Resta uma pergunta dentro desse conceito: que tipo de imagem? Imagino
a fotografia em expansão nesse momento, tentar responder a essa
pergunta apressadamente é tentar limitar o que é fotografia e o que
não é. É bom lembrarmos que vivemos num mundo em que se faz vídeo de
foto e foto de vídeo.

A que Luish Coelho respondeu da seguinte maneira:

“Esta pergunta me parece uma daquelas perguntas mutantes, para a qual
sempre teremos uma resposta diferente de acordo com a época em que a
fizermos.

Hoje, o que é fotografia?
A tentativa de resposta me parece pertinente para uma coluna, um site
enciclopedico e até uma dissertação de mestrado.

Achei a coluna boa, pretensão seria achar que a pergunta já está respondida.

Fiquei atento ao parágrafo em que você diz:
>>>Bolar um conceito básico de fotografia fica fácil…

Nele, creio que dizer que é um tipo de imagem técnica é bastante
simples e quase suficiente (se o leitor se embarafustar pelo conceito
de imagem técnica adentro). No entanto, dizer que é um tipo de
superfície… humm, não sei não, muito preso ao papel, não acha?
Flusser diz que é uma superfície e ponto. Um tipo de superfície me
parece mais complicado que um tipo de imagem técnica.

A idéia de que imagens pretendem representar algo tambem é polêmica, não acha?
Ajudei?”

Devolvi assim:

> não sei não, muito preso ao papel, nao acha?

Pelo contrário, a palavra superfície ao meu ver consegue juntar tanto
o papel quando o tubo de raios catódicos em um único conceito e isso
eu acho que é sensacional no Flusser. Porque graças a isso quase todos
os aparelhos que surgiram depois do livro continuavam sendo incluídos
nele, porque de um modo ou de outro eles eram superfícies, a TV, o
LCD, a parede, uma cortina de fumaça onde se projeta algo, não
importa, são superfícies para a física porque refletem a luz e isso as
inclui nesse conceito.

> parece mais complicado que um tipo de imagem tecnica.

Pretendia usar a palavra tipo para dizer que existem outros tipos de
imagem técnica, dentre eles o vídeo.

> a ideia de que imagens pretendem representar algo tambem e’ polemica, não acha?

Acho que pode haver muita discussão se os autores chegaram às suas
imagens através do acaso ou da pretensão. No entanto, o resultado
final, a imagem, para mim, sempre tenta representar algo,
independentemente da intenção do autor. Seja apenas uma superfície
branca, pode gerar uma boa discussão sobre a crise de conteúdo, assim
comprovando que ela representou algo para algum ser humano em um dado
momento, loucura minha?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s