Sentido Pirenópolis

Passa uma placa, deixo o DF e entro em Goiás. Paramos no Jerivá, talvez eu esteja enebriado pela paisagem, mas acho a coxinha páreo para a do Veloso em São Paulo.

Aqui os platôs tem todos a mesma altura e a estrada sinuosa sobe e desce os suaves vales entre eles. É o Planalto Central! A terra é avermelhada, a vegetação típica do cerrado, retorcida. Um buritizal aqui, outro ali.

Passamos Abadiânia, me contam de um curandeiro São João de Deus e de estrangeiros que vem aos baldes para vê-lo.

Enveredamos pela GO-338. Nos aproximamos de um pouco de chuva. Um tantinho de emas no campo ao lado. Uma semeadeira a pleno vapor. Vaquinhas. Um cavalinho. Uma reta enorme. O céu escurece. A estrada faz uma curva e escapamos da chuva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s