O Instante Contínuo

Aproveitei minha viagem para terminar de ler O Instante Contínuo de Geoff Dyer. Na contra-capa uma explicação do que é o livro: “…o jornalista inglês examina como certos objetos e assuntos reapareceram em imagens ao longo do tempo e embalado por eles discorre sobre a vida e a obra de grandes fotografos…”

Chapéus, cercas brancas, bancos quebrados, ruínas, capôs de carros, camas, mendigos, homens de sobretudo preto, portas. Me dei conta que fotografei quase todos esses temas/assuntos. As associações de Geoff me parecem muito pertinentes. Para quem não é fotógrafo ele parece entender muito bem a influência que diferentes modos de fotografar e que diferentes equipamentos fotográficos podem ter sobre uma imagem.

O que ficou do livro, o que mais me cativou na leitura, foi poder entender um pouco mais a motivação de certos fotógrafos, seus percursos. E além disso poder apreciar como Geoff faz a leituras das imagens, como as descreve em palavras.

Anúncios

2 ideias sobre “O Instante Contínuo

  1. Michelle

    Olá Guilherme, gostei muito do seu blog.

    Estava procurando na internet processos de revelação alternativos e te achei. =)

    Vou tentar usar os processos do Roger Bunting, e vamos ver o que vira.

    Vc já testou?!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s