Arquivo da tag: objetiva

Testes com a Yashica A

Talvez a Yashica A seja a maneira mais prática e em conta de se obter um triplet de grande abertura (80mm f/3.5 Yashimar) para uma câmera de formato pequeno (6x6cm) e que ofereça o tal do swirly bokeh (nenhuma da imagens desse post dão conta de demonstrar esse bokeh super bem, a terceira imagem apenas parcialmente, mas é viável e bonito).

Com os preços que as Trioplan estão agora e tudo mais que tenha apenas 3 elementos, não consigo imaginar outra câmera e lente que ainda esteja tão barato e que ofereça esse tipo de desfoque tão desejado recentemente.

Me dei conta disso outro dia num post de uma outra pessoa num grupo no Facebook. A imagem tinha os círculos no fundo e eu imediatamente lembrei que tinha uma A lá no Celso, carente de uma limpeza e de um carinho. Dei o trato, limpei o melhor que pude e ainda dei uma garibada no couro do case.

Para o teste usei um rolo de um NPL e um rolo de Superia 100. O NPL ficou esquisito como tinha que ser e o Superia lidou bem com a super exposição massiva que recebeu. A Yashica A tem apenas 4 velocidades diferentes (25, 50, 100 e 300) e para aproveitar o que a lente oferece de melhor só usando ela em f/3.5.

Usar 1/300 e f/3.5 num dia de Sol é luz demais para um ISO 100, mas é o que temos então melhor optar por negativo cor e torcer para dar certo.

Anúncios

95mm Printing-Nikkor • montagem em helicoidal

A objetiva 95mm Printing-Nikkor é uma objetiva usada em equipamentos de telecinagem para na hora da cópia alterar o tamanho do fotograma. Por exemplo, para copiar filme 16mm em filme 35mm que será projetado e vice-versa. Ou seja, ela é otimizada para 1:2 ou 2:1 dependendo da posição, possui roscas idênticas em ambas as extremidades (45mm) para ser montada nos equipamentos. Uma outra característica pouco comum é que ela tem o plano de foco extremamente corrigido e quase nenhuma distorção quando usada nessa situação.

95mm printing-nikkor lens

Comecei a estudar a possibilidade de montar a lente num suporte que tivesse rosca M42 e ao mesmo tempo um helicoidal para possibilitar o foco.

helios 44m helicoidal

Removi o conjunto ótico de uma objetiva Helios 44M, usei um anel de um adaptador T-Mount para fazer um espaçador e até coloquei um adaptador de Pentax M42 para Nikon F.

A próxima imagem mostra o espaçador sendo colado na frente do helicoidal.

IMG_8441

Se usado com o adaptador para Nikon F, a objetiva pode ser focada no infinito, o que não é super interessante, mas pode ser útil. Com a rosca M42 posso montar a objetiva num fole e dai sim obter os 1:2 ou 2:1.

IMG_8444

O anel de diafragma da Helios nada faz, está desabilitado.

O novo e o velho

Resolvi explorar o mundo das câmaras sem espelho e as possibilidades de usar as lentes mais antigas e obsoletas que eu possuo nelas.

20140728-161004-58204638.jpg

Interessante como pesquisar esse assunto me faz encontrar uma série de pessoas em busca de uma qualidade fotográfica perdida no avanço da tecnologia dos vidros, dos coatings e etc.

As lentes não precisam mais ter a resolução absoluta, o desfoque é importante e tem o seu valor. Avaliações qualitativas e não quantitativas das objetivas são mais interessantes. Mais um menos o que eu venho tentando fazer por aqui com tudo que é velho já faz uns anos.

DIY Periskop • Teste

Em outubro passado eu terminei de montar essa objetiva e postei algumas imagens aqui.

Agora finalmente fiz alguns testes. Usei TMax 400 8×10″ bem vencido e revelado em HC-110. A objetiva fechada em f/45 com exposição de 1 segundo.

guilherme maranhao 8x10

Fora a convergência das linhas para a direita (graças a um erro meu) a imagem não parece sobre de distorções graves.

No centro a objetiva tem uma definição bem razoável.

center

Já no cantinho, mesmo em f/45, não fica lá essas coisas.

corner

Quem sabe um teste em f/64 ou f/90?

DIY Periskop

Em 1865, Carl August Steinheil patenteou a objetive fotográfica Periskop. Esse objetiva era uma combinação de dois elementos simples em forma de menisco, colocados simetricamente em relação ao diafragma. Assim pode ser lido na página 53 do livro A History of the Photographic Lens de Rudolf Kingslake.

20131007-083021.jpg

Resolvi tentar algo parecido usando um obturador Compur antigo e dois filtros do tipo close-up em tamanho 35,5mm.

20131007-083157.jpg

Escolhi filtros +1, assim resultou uma objetiva de 500mm e f/16.

20131007-083311.jpg

Em breve revelarei os testes em 8×10″ e posto aqui.

Pequenos reparos

Esses últimos dias renderam o polimento da 360mm Symmar (segui as instruções que me foram passadas) e a modificação de um cam Linhof para possibilitar o foco telemétrico de uma objetiva 150mm. Ambos os reparos aguardam filmes que serão revelados para ver se realmente deram certo.

Enquanto isso sigo tentando adaptar um objetiva de microfilme para EOS.

20130806-223437.jpg

Fresei o interior da objetiva para retirar o diafragma fixo que lá havia.

20130806-223552.jpg

Aproveitei para retirar um filtro amarelado que estava montado direto nela.

20130806-223651.jpg

Olha todo o material que saiu dali:

20130807-213945.jpg