Arquivo da categoria: Alertas

Anotações de um fotógrafo experimental • Lançamento

Escrevo para contar que o livro “Anotações de um fotógrafo experimental” já está disponível na plataforma Google Books.

Esse livro é uma coleção das minhas anotações e reflexões sobre diversos processos fotográficos experimentais. Falo bastante de fotografia analógica, mas também discuto processos experimentais na fotografia digital. Não discuto fórmulas de químicos ou faço tutoriais de processos.

Conto desde as histórias de trabalhos mais conhecidos como Travessia ou Pluracidades, e falo também de pequenas reformas que fiz aparelhos diversos. 

O livro está aqui: http://books.google.com/books/about?id=HnVWEAAAQBAJ

Na próxima quarta-feira, vou conversar com o Ricardo Mendes sobre isso:

Clique na imagem, ou siga esse link:
https://www.youtube.com/watch?v=_RjK42WwRCA

Teste • Livro “Anotações de um Fotógrafo Experimental”

ESSE LIVRO JÁ ESTÁ DISPONÍVEL

Estou a trabalhar em maneiras de distribuir o livro “Anotações de um Fotógrafo Experimental”.

Andei tendo uns problemas com superimposição de texto quando converto o livro para ePUB e subo para o KDP da Amazon. Andei explorando a plataforma do Google Books também, esse teste ainda está em andamento.

Livro • Anotações de um Fotógrafo Experimental

ESSE LIVRO JÁ ESTÁ DISPONÍVEL

Estou a trabalhar na finalização de um pequeno livro, uma idéia que surgiu já no TCC quando concluía o bacharelado em Fotografia. O título provisório é “Anotações de um Fotógrafo Experimental”.

Para ilustrar os arquivos que estou usando para editar o livro Anotações de um Fotógrafo Experimental

O texto é um encadeamento de anotações, artigos, relatos e pensamentos sobre esses processos experimentais que uso na fotografia. Junta textos desde os anos 90, como os escritos para o portal FotoPro e também coisas que escrevi em inglês, mas que nesse volume estarão em português.

Comecei a editar o livro a sério desde 2019, mas como não tinha prazo definido, ele foi ficando parado, foi sendo aumentado, mudado, enfim. A idéia desse post é simplesmente tornar o projeto público para ter mesmo que finalizar ele ainda em 2021.

Lesma • Festival de Fotografia Lenta

A Lesma é organizada pelo ateliê Tira-Olhos

A Feira da Lesma será um evento de pequena escala, que contará com a presença de vários autores convidados. A Feira poderá ser visitada ao longo de todo o Festival.
No âmbito da Lesma, será apresentado um conjunto de obras, ora criada especificamente para o evento, ora apresentada ao público pela primeira vez:
“Scott, papel a rolo”, António Rebolo
“À Descoberta do Mistério da Luz”, Filipe Alves
“Premente Permanência”, Ivan Silva
“Câmara Viva”, Paula Lourenço e Mário Rainha Campos
“Indumentária”, Miguel Duarte
“Paisagem Consentida”, Sofia Silva

O programa completo da LESMA está a partir de hoje disponível para consulta e download em https://tiraolhos.pt/. Durante 3 dias o experimentalismo ocupará a Padaria do Povo, com manifestações artísticas, um ciclo de conversas lentas, uma feira, oficinas e demonstrações As inscrições para as oficinas abrem no dia 13 de Setembro às 0 horas. Até já!

A LESMA conta com o apoio da Direção-Geral das Artes – Apoio a Projectos: Programação e Desenvolvimento de Públicos – e com a colaboração da cooperativa A Padaria do Povo, que nos dará abrigo, a Associação Oficina do Cego, parceira na criação dos posters LESMA, e do Colectivo Tripé.

O ciclo de Oficinas programado no âmbito da LESMA conta com a participação de vários autores, nomeadamente: António Rebolo, Alexandre de Magalhães, Imagerie – Casa de Imagens, Silverbox Studio, FIVE Studio Sintra, Guilherme Maranhão, Luis Pavão, Susana Paiva, Tipografia do Papeleiro Doido, Walking Camera Project e Tira-Olhos.

Ciclo de Conversas criado por José Soudo para a LESMA, que decorrerá nos dias 25 e 26 de Setembro na Sala dos Fornos da Cooperativa A Padaria do Povo, em Campo de Ourique.
Este ciclo contará com a participação dos seguintes autores: António Campos Leal , Nuno Pinheiro, Alexandre Ramos, Luís Rocha, Guilherme Maranhao, Luís Ribeiro, Ângela Berlinde, Alexandre de Magalhães, Paulo Tribolet, Camilla Watson, Luis Pavao, Adriano Miranda, Leonel de Castro, Pauliana Valente Pimentel, Sandra Rocha, Filipe Figueiredo, Flávio Andrade, João Mariano, Fernando Marante, Ana Caria Pereira, Susana Paiva e Paula Figueiredo.

Acompanhe a Lesma pelo hashtag: https://www.instagram.com/explore/tags/lesmafotografialenta/

Nasa Perseverance • Pasta com imagens não processadas

A Nasa já publicou mais de uma centena de imagens não processadas da missão que acaba de chegar a Marte:

https://mars.nasa.gov/mars2020/multimedia/raw-images/

E se você quiser saber onde está o rover Perseverance, se liga nesse mapa interativo (a propósito, ele só deve começar a se movimentar na semana que vem):

https://mars.nasa.gov/mars2020/mission/where-is-the-rover/

Novos texto sobre tintas inkjet e suportes reaproveitados

“Desde minhas experiências com as tintas a base de carbono que eu imagino que seria possível fazer algo parecido com tintas coloridas também. As tintas a base de carbono, como expliquei naquela série de artigos, tem a grande vantagem de ajudarem a desentupir canais já aparentemente comprometidos e de não necessitar de todos os canais/cores, ou seja, podem ser usadas com impressoras que de fato tem canais por onde não passa mais tinta.


Minha curiosidade dependia então da impressora certa aparecer, nas condições ideais. Em 2020 ganhei uma impressora. É uma Epson R3000 que seria descartada e que tinha alguns cartuchos ainda com tinta e alguns vazios. Ao tentar ligar a impressora, ela imediatamente reclamava do cartucho PK vazio e parava ali.
Me pus a pensar em como comprovar se ela ainda estaria apta a funcionar, sem incorrer em gastos. Meu orçamento era bem pequeno, teria que completar com a minha paciência.
Comparei preços dos cartuchos que faltavam com kits de cartuchos recarregáveis vindos da China, considerei as etapas seguintes…”

O resto do texto está disponível em: https://efecetera.com/tutorial/impressao_inkjet_com_tintas_reaproveitadas/

Outra maneira de encontrar esses conteúdos é pela barra lateral aqui do blog. Criei links para meu conteúdo nos sites Efecetera, PetaPixel e Emulsive.

Novos textos sobre a tinta de carbono feita em casa

Já no ar a segunda parte da série sobre tinta de carbono nas impressoras inkjet. Nessa etapa conto um pouco das tintas feitas em casa e de como configurar isso no computador: https://efecetera.com/tutorial/jato-de-tinta-de-carbono-parte-2/

Se ainda não tinha visto essa série de experimentos, foram impressoras Epson 4900 e 1400 que eu converti para usar com tinta de carbono.

Recentemente inclui na barra lateral alguns links para meu conteúdo nos sites Efecetera, PetaPixel e Emulsive, também servem para localizar esses textos entre diversos outros.

Da câmara artesanal ao scanner-camera • FBAUP

Só um alerta para esse talk no mês que vem, e aqui já tem o link no site da Fbaup: https://www.fba.up.pt/2020/02/19/da-camara-artesanal-ao-scanner-camara-guilherme-maranhao/

-update- o evento foi cancelado dentro da quarentena do covid-19

Construção da câmara ULF 16×20″ • Emulsive

Hoje foi publicado no Emulsive um artigo que fiz detalhando a construção da câmara ULF, segue aqui o link: https://emulsive.org/articles/projects/measure-twice-cut-once-building-my-multi-format-8×20-16×20-and-12×16-camera

Começa mais ou menos assim:

I lived most of my life in São Paulo, Brazil, with its 20+ million people. I have photographed São Paulo in many different ways, but ever since I got a box of expired 16×20” lith film I have imagined shooting large landscape negatives with lots of details and contrast, this is a small tale about a camera that came to be as part of this desire.

My story begins a little before my first son, Pedro, was born – he was due in March 2002 and I decided to build him a crib. At that time, I was working in a plant that packed auto parts for export in Tillsonburg, Ontario, Canada. My job was to photograph packaging procedures and make up some instructions for each part that came by.

We also had a woodshop to make trial crates for large parts, the man responsible for this shop was Joe Marshall and we used to talk a lot about travelling and woodworking. He offered to help me with the crib and one day during lunch we went to the outskirts of town to see a lumberjack. I ended up buying a large chunk of maple…

Construção de Câmera Digital Artesanal • workshop no Tira Olhos

Dia 2 de fevereiro de 2020, em Lisboa, na Associação Tira-Olhos, voltarei a oferecer minha oficina sobre como libertar a câmera digital que está aprisionada dentro dos scanners de mesa, fique de olho!

Mais informações e inscrições, direto com a Tira-Olhos no tiraolhos.info@gmail.com

guilherme maranhão tira olhos lisboa

Espero ver vocês lá!